22 setembro 2010

DISCRIMINAÇÃO NEGATIVA

(implementação de portagens na A28, entre Viana do Castelo e Porto)

Enquanto não forem implementadas portagens no IC19 (Lisboa - Sintra), os utilizadores da A28, irão sempre sentir-se discriminados negativamente, os motivos são os seguintes:

1.º

O IC1/A28, não passou por tantos melhoramentos como passou o IC19, ou seja, não tem três ou mais faixas de rodagem como tem o IC19;

2.º

O IC1/A28, entre Viana do Castelo e Porto nunca foi uma SCUT, foi sim um Itinerário Complementar a semelhança do IC19;

3.º

O IC1/A28, entre Póvoa de Varzim e Viana do Castelo não tem uma via ferroviária alternativa como tem o IC19 em todo o seu percurso;

4.º

A IC19, tem transportes alternativos, os comboios circulam entre Lisboa e Sintra com muita frequência (ver horários de comboios entre Sintra e Lisboa e Cacem - Lisboa), e permitem aos seus habitantes chegarem ao centro de Lisboa em poucos minutos;

5.º

O IC1/A28, apenas possui alternativas de deslocação entre (Porto - Povoa de Varzim), ou seja o Metro de superfície;

6.º

Viana do Castelo é servida pela linha ferroviária internacional do Minho, mas os comboios são escassos e gasta-se para percorrer o itinerário entre Viana do Castelo e Porto, entre duas a três horas;

7.º

A IC19 foi uma via que sofreu grandes alterações e teve enormes custos, enquanto a A28 sofreu poucas transformações e teve custos pequenos. A grande transformação da A28 foi a mudança de nome, ou seja de IC1 para A28;

8.º

A existir necessidade de taxar as AE ou os IC, a IC19, é daquelas que mais urgência tem em ser taxada, as razões são as seguintes:

- A maioria dos utilizadores do IC19, fá-lo por comodidade;

- Existem transportes alternativos (comboios) que permitem chegar-se ao local de trabalho em menos tempo;

- Portajar a IC19 implicaria a redução da emissão de gases para a atmosfera, facilitaria o transito em Lisboa, isto porque é um número muito elevado de viaturas que entra e sai de Lisboa através do IC19;

- O rendimento per capita  na região de Lisboa é superior ao da maioria das regiões do País.

Os políticos não tem coragem de portajar o IC19, por tratar-se de localidades de elevada densidade populacional, temendo assim em ser penalizados nas eleições;

9.º

Os utilizadores do IC1/A28, sentem-se desde já discriminados negativamente, por ser das regiões mais pobres do País e por serem os primeiros a ser taxados. Sentir-se-ão sempre discriminados negativamente, enquanto não forem taxadas outras AE/IC’s semelhantes.

CONCLUSÃO
Estamos perante realidades semelhantes, mas com um tratamento negativo para a região Norte que tem infra-estruturas muito inferiores as de Lisboa - Sintra. A região Norte tem um rendimento per capita muito inferior ao de Lisboa, e a taxa de desemprego no Norte é a mais elevada do País. Estes dois indicadores dizem por si só da injustiça que se está a aplicar as gentes do Norte e no Norte ao imporem-se-lhe impostos de imediato.

O cidadão

António Gonçalves


4 comentários:

  1. Este caso è pragmático e não se deve por só em causa o Governo mas sim os políticos que temos e as politiquices, E , talvez o povo, o cidadão e seu sentido democrático, republicano, sua objectividade. Porque agora que O Coelho saiu da cartola a querer ser no caso das portagens mais papista do que o Papa e a querer ser Califa no lugar do Califa, já não vejo tanta luta e tantos insultos contra as portagens. Isso ainda me desola mais sobre os meus compatriotas (os políticos já tinha poucas ilusões) e os políticos portugueses. Já ninguém ouve o Sr. Rui Rio nem os presidentes do PSD? Onde esta a revolta do Norte? Todos estão a brincar com “os palermas” que lhes dão o poder por uma bandeira, por pertencerem ou pensar que pertencem a uma banda através dum cartão ou duma cor….Ridículo e esquecem todos que mudam os chefes, mudam os interesses, os lobbies e as ideias para não falar em ideologias. Mas cada um continua a defender o eleito por vezes contradizendo o que defendia ou atacava antes…E os carneirinhos seguem…Há que haver objectividade e coerência. Onde estão os eleitos do Norte? Na toca do Coelho Passos ou na gruta do Sócrates olhando para as sombras em vez de verem a luz? Portugueses, sejam dignos…O pais, a vida è nossa e não dos políticos nem dos lobbies…http://vilanova_anha.blogs.sapo.pt/8478.html

    ResponderEliminar
  2. Há muita muita razão do nosso lado. Muita informação para recolher e acima de tudo uma responsabilidade enorme para agir. Quando vamos ter a primeira acção do MPN contra as portagens? O país precisa. O Norte precisa.

    ResponderEliminar
  3. Este post é um exemplo pragmático da demagogia rasteira que grassa por por aí.
    Passo a explicar.
    Comparar o IC19 com o IC1/A28 revela profunda ignorância de realidades distintas, se não for o caso, então é mais grave, pois é sintoma de má fé e de demagogia barata que urge denunciar;
    Enquanto cidadão do Norte por opção penso sinceramente que tem mais valor reclamar pela isenção de portagens em todas as scuts a níve nacional, do que ao invés do senhor golnçalves reclamar a criação de novas portagens.
    Atitudes trauliteiras como esta só desvalorizam as ambições de um movimento cujos mentores e os cidadãos responsáveis e conscientes desejam sério, honesto e interventivo.
    Posts destes têm o efeito contrário, sinceramente não compreendo.

    ResponderEliminar
  4. O sr. Miguel é rápido a julgar os nortenhos que justamente se revoltam.
    Não percebe que desmascarar a dualidade de critérios do governo que prejudica o norte é uma forma de denuncia e protesto ?
    Demagogia é pactuar com o centralismo.

    ResponderEliminar